Telefone*
+351928095777
Horário
Segunda a Sexta: 8h-20h

Contratura na Omoplata – Como resolver rapidamente

Contratura muscular na omoplata? Se precisa de ajuda agora, marque já uma massagem terapêutica para que possamos aliviar já as suas dores.



Tratar uma Contratura Muscular na Omoplata para Pessoas com Pressa

A contratura ocorre quando um conjunto de fibras musculares “emaranhadas” sofre um aumento de tensão (hipertónus) ou entra mesmo em espasmo.

Se tiver contraturas muito dolorosas à volta da omoplata siga estes 4 passos:

  1. Se tiver mesmo muita dor, utilize uma compressa quente para aliviar os sintomas (mas vai reduzir a eficácia da técnica seguinte)
  2. Em vez de alongar, tente “encurtar” o músculo para reduzir a tensão sobre ele
  3. Faça ligeira pressão em cima da contratura até deixar de doer
  4. Aumente a pressão até sentir desconforto e mantenha-a até a dor aliviar novamente

Tudo o que precisa de saber sobre contraturas e como resolver o problema

Como tratar uma contratura muscular na omoplata? A contratura é um “nó” nas fibras musculares e dá sintomas quando há aumento da tensão normal do músculo. Pode acontecer em todo o corpo, mas é mais frequente no pescoço, trapézios e à volta das omoplatas.

Todos temos contraturas. Nem todas as contraturas provocam dor, pelo que se consideram “inativas”. Só quando estão ativas é que deve procurar ajuda.

Talvez já tenha feito uma massagem, em que entrou sem dores, e saiu com dores nos pontos das contraturas. Já me aconteceu e não é nada bom. Isto acontece porque quando tem uma contratura inativa, não deve tratá-la. Há soluções para prevenir que elas lhe provoquem dores.


Porque temos contraturas?

Há várias causas. Pode ser depois de um esforço intenso que não está habituado a fazer, ou por alguma posição desadequada (por exemplo dormir todo torto no chão de uma sala com mais 20 pessoas). Mas a causa mais frequente, e curiosamente menos falada, é estar na mesma posição durante muito tempo, quer seja no trabalho ou em casa. Dito por outras palavras, inatividade muscular.

Os nossos músculos reagem muito mal à falta de movimento. Para além do facto de a sua circulação sanguínea ficar prejudicada (devido ao mecanismo de bomba muscular), as reações dos músculos à falta de movimento são:

  1. Aumento do tónus (tensão base do músculo);
  2. Perda de força muscular;
  3. Falta de flexibilidade.

A combinação destes três fatores, juntamente com as posições mantidas durante horas, e também o stresse crónico associado ao trabalho e à vida em geral, resulta em problemas físicos desagradáveis, entre eles, as contraturas musculares.


Sintomas da Contratura Muscular

Através dos seus sintomas, consegue perceber se o seu problema muscular é de facto uma contratura. Normalmente, uma contratura é um problema mecânico, e não inflamatório. Estes são os sintomas mais comuns:

  • Dor tipo “facada” na zona da contratura, mesmo em repouso;
  • Temperatura normal na região (o que indica ausência de processo inflamatório);
  • Desconforto quando estica o músculo;
  • Dor e incapacidade nos movimentos que ativam as fibras musculares contraturadas.

Tratamento da Contratura

Se tem uma contratura na omoplata, o mais sensato é consultar o seu fisioterapeuta, pois é difícil lá chegar com as suas mãos. Em situações de dor ligeira ou moderada, pode tentar algumas soluções em casa, de preferência, mais de uma em simultâneo:

  • Tomar um banho de água quente – O calor induz o relaxamento do músculo e a diminuição da tensão, mas pode também optar por uma bolsa de água quente, entre 15 a 20 minutos, 3 vezes ao dia. Fazer apenas isto não é suficiente. Deve complementar com;
  • Massagem suave a moderada – Se está em fase aguda, a massagem forte pode despoletar mais dor. Para além disso, não peça a ninguém pouco experiente para lhe fazer esta massagem. É necessário sentir a tensão do músculo, e perceber se ele lhe permite fazer uma pressão forte, ou se só tolera uma pressão ligeira. Lembre-se: o objetivo não é desfazer a contratura, isso é impossível. Deve tentar apenas reduzir o tónus do músculo;
  • Não faça alongamentos! Na fase aguda, o músculo está sensível e o alongamento pode agravar ainda mais as suas queixas. Pense no seu músculo como uma corda com um nó. Se esticar a corda, o nó aperta ainda mais. Primeiro, retire o nó, diminuindo a tensão do músculo;
  • Técnica do Silêncio Neurológico – Esta técnica, na prática, é o contrário de esticar ou alongar. Tente “fechar” a zona da contratura e pressione levemente o ponto de dor durante 1 minuto. À medida que os segundos passam, vai sentir o músculo a ceder e o dedo a entrar mais. O importante é não forçar a pressão do dedo.
  • Consulte o seu Fisioterapeuta – Se tem uma contratura há mais de 3 dias e não se sente melhor, fale com o seu fisioterapeuta. Se não tiver ninguém a quem recorrer, fale connosco.

Caso se torne crónica, a contratura pode começar a afetar mais músculos e articulações à sua volta, podendo dar origem a lesões, por isso quanto mais tempo deixar passar, mais fortes vão ser as dores.


Precisa de ajuda?

Se tem uma contratura na omoplata provavelmente custa-lhe a fazer uma série de tarefas, por vezes coisas tão simples como rodar o pescoço ou pegar em algo pesado. Caso não tenha a certeza que tem uma contratura, peça para falar com um dos nossos fisioterapeutas para ajudarem a encontrar a melhor solução para si.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *